Sexta-feira, 14h da tarde. Você chega até a locadora do seu bairro torcendo para que tenha algum lançamento disponível ainda. Se levar 3 fitas, pode devolver na segunda-feira e não pode esquecer de rebobinar a fita.

Se você passou pela situação acima, você é velho. Alugar filmes em VHS era sempre uma aventura. Chegar na locadora e fuçar prateleira por prateleira, saber a data de lançamento dos filmes para poder reservar. Entregar os filmes com medo do atendente colocar no vídeo pra ver se estava rebobinado. Garanto que dependendo da sua idade, você não vai saber nem o que significa rebobinar.

Assistir  filmes naquela época era um mini evento em casa. Obviamente a tv passava filmes, mas nunca era os filmes que você queria assistir, você tinha que se curvar ao poder e a escolha da televisão. Mas quando você alugava, você estava retomando o controle da sua vida, fazendo escolhas! Eu quero assistir "Vingador do Futuro" a hora que eu quiser, não daqui a dois anos na tela quente.

A mesma coisa funcionava com fitas de videogame. Você corria na locadora para não ficar com os restos (eu ainda me lembro de você cool spot). Você chegava em casa com a fita e sabia que cada minuto do fim de semana contava, dormir? Para os fracos! Comer? Só se fosse obrigado! Desligar o videogame? Só quando sua mãe achava que a televisão ia estragar.

O tempo foi passando e as tecnologias foram ficando acessíveis, vieram os dvds, a pirataria aumentou muito e as locadoras foram minguando, caindo no esquecimento, lentamente sendo devoradas pelo nada da História Sem Fim. E aqui não tem falkor, nem Atreyu. Temos streaming! Ao invés de ficar duas horas escolhendo um filme na locadora pra sair com uma comédia do Jim Carrey, agora a gente fica duas horas na Netflix escolhendo filmes e séries, pra no final acabar vendo um filme do Adam Sandler.

Não quero ser apenas saudosista, eu adoro meu streaming. Mas que as vezes bate a saudade de ouvir um, "você rebobinou a fita, né?", bate.